Diminui o medo da tecnologia no mercado de trabalho

January 30, 2019

O número de brasileiros preocupados em perder o emprego para as novidades tecnológicas diminuiu de acordo com a segunda análise do Indicador de Confiança Digital (ICD), da Infobase Interativa. Em abril de 2018, no lançamento do índice, 75% dos participantes do estudo estavam receosos quanto ao tema, mas no estudo mais recente, realizado em outubro do último ano, o percentual caiu para 29%.

 

 

 

Os adultos jovens, na faixa dos 25 a 34 anos foram os mais pessimistas na análise deste item do ICD, chegando ao patamar de 37% dos entrevistados preocupados com a influência da tecnologia em seu futuro profissional. Os adultos entre 35 e 44 anos ocupam a segunda posição neste item (30%), seguidos pelos adolescentes entre 13 e 17 anos (29%) e os jovens de 18 a 24 anos (25%).

 

Entre os participantes na faixa de 45 a 54 nos, o percentual de preocupados nesta temática chega a 24%. O grupo mais otimista é o compreendido entre 55 e 64 anos, com 17% dos entrevistados receosos de perder vagas de trabalho em função da tecnologia. Já os idosos (65+) apresentaram um índice de 23%.

 

Otimismo entre os mais velhos

Curiosamente, os mesmos idosos são os mais otimistas a respeito do futuro da tecnologia. O total de respondentes animados com o potencial das novidades tecnológicas chega a 94%, em contrapartida com os mais novos participantes do estudo. Entre os adolescentes de 13 a 17 anos, o índice de otimismo neste quesito atinge 75%, o menor entre os segmentos etários analisados.

 

Os participantes na faixa 65+ também lideram entre os que esperam sempre o melhor da tecnologia. Nesse grupo, o percentual de esperançosos chega a quase totalidade (94%) e sofre ligeiras quedas até alcançar o menor patamar (81%) no grupo de 13 a 17 anos. Na análise geral do ICD, os idosos são os que apresentaram o maior percentual de confiança na tecnologia (71%), contrastando fortemente com as gerações mais novas, principalmente entre os adolescentes de 13 a 17 anos e jovens de 18 a 24 anos, grupos com o menor percentual - 64% cada.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon