Brasileiros dão mais atenção à qualidade do que ao preço

January 9, 2019

 

O mercado brasileiro de celulares é um dos mais competitivos e amplos do mundo. Embora essa variedade seja predominantemente positiva aos consumidores, também levanta sérias questões sobre qual smartphone é o mais recomendado para cada estilo de uso. Buscando compreender o comportamento daqueles que procuram por um novo aparelho, o Comparador — serviço de comparação de preços e especificações técnicas de celulares do site TecMundo — e a NZN Intelligence realizaram um levantamento sobre os hábitos destes consumidores.

 

A motivação principal na busca por um novo smartphone está em apresentação de defeitos dos devices atuais (algo mencionado em 60% das respostas), o que gera custos de manutenção ou mesmo impossibilita o funcionamento deles. Ao mesmo tempo, 24% dos entrevistados afirmam comprar um novo celular quando são impactados por uma ótima oportunidade de preço. Na terceira colocação, o lançamento de um novo modelo aparece com 16% das respostas.

 

Para a troca, muitos costumam buscar ajuda — seja para decidir qual é o melhor modelo ou para descobrir alternativas, tanto de preço quanto de local para a aquisição. Procurar referência com quem entende do assunto é a saída para 53% das pessoas — que afirmam buscar opções de smartphones em sites de conteúdo. Já 39% das pessoas dizem usar recursos oferecidos pelas plataformas de comparação e especificações técnicas. Esses dois modelos de procura deixam para trás a "consideração de opinião de amigos e família", que surge com apenas 5% das menções.

 

Quando questionados sobre o método de compra mais utilizado, 56% afirmam que escolhem sempre o melhor preço e isso independe da modalidade de compra (em lojas virtuais ou físicas), enquanto para 25% das pessoas, a compra acontece apenas em lojas online. Quanto aos consumidores que optam sempre por lojas físicas, apenas 6,5% afirmam corresponder a este perfil.

 

Cabe no bolso?

A variedade de valores faz com que os consumidores tenham que optar por alguns recursos diferentes no momento da compra. Em relação aos itens essenciais, 69% optam por aparelhos que apresentem um alto poder de processamento e GPU, seguido de duração da bateria (56%), capacidade de armazenamento (48,8% e câmera de alta qualidade (47,3%). Não menos importante, o sistema operacional (iOs ou Android) também é um fator essencial para 35,5% dos respondentes.

 

Tratando-se das marcas mais confiáveis, Samsung surge como a mais bem posicionada, com 28,1% das escolhas, O ranking ainda vem com Apple (19%), Motorola (18,7%), Xiaomi (11,4%) e Asus (7,8%).

 

Por fim, quando o assunto é o valor que pretendem investir na nova aquisição, 36,3% afirmam que o preço ideal de um smartphone deve variar entre R$ 1.200 e R$ 1.999, enquanto 27,7% apontam que disporiam de R$ 700 a R$ 1.199, seguidos de 12,1% que definem R$ 3.000 como valor inicial.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon