Marketing: 4 tendências para 2019

December 26, 2018

As estratégias de marketing estão evoluindo na atual era da alta tecnologia e, para obter sucesso em seus esforços, as empresas precisam usá-las. Confira abaixo 4 tendências do marketing para 2019:

 

1 - Aproximação com a realidade

Hoje, os consumidores esperam ser impactados por além do genérico, eles esperam verdade e identificação com as marcas.

Para essa aproximação com a realidade, o uso de vídeos tem se destacado de forma muito positiva, com maiores taxas de engajamento e de geração de valor simbólico para a marca. Por exemplo, segundo a WordStream, até 95% das informações em vídeo ficam na cabeça dos usuários, enquanto, por meio de texto, apenas 10% da informação é guardada.

Outro recurso a ser investido é a realidade aumentada, ou seja, uma experiência do mundo real com percepção acentuada. Pode-se ver a realidade aumentada sendo utilizada em games, no Pokémon Go, nos entretenimentos dos filtros de fotos em aplicativos móveis, na apresentação do design de produtos, além de inúmeras outras possibilidades de conteúdo interativo.

 

2 - ChatBots

ChatBots - robôs que conversam via chat - são excelentes para otimizar o atendimento ao cliente. E, sim, são uma tendência cada vez maior, se utilizado de forma honesta.

O ponto principal é: ninguém gosta de se sentir enganado. E, por outro lado, há uma demanda crescente por vivenciar uma comunicação com empresas de forma mais rápida e simples, tal como seria com um amigo.

Por meio de inteligência artificial, o ChatBot é capaz de interagir cada vez melhor com as pessoas diante de respostas configuradas. É possível indicar para o usuário visitante, desde o início da conversa, que ele está dialogando com um robô. Dessa forma, o consumidor saberá que o recurso é utilizado apenas para acelerar o atendimento e não para enganá-lo.

 

3 - Big Data

Em uma tradução literal, Big Data significa grandes dados. Com os avanços da tecnologia, infinitos dados são gerados a cada minuto no mundo todo. A inteligência do Big Data veio para organizar esses dados de forma estratégica para determinados segmentos.

Em um exemplo prático, ao perceber um aumento de diagnóstico para determinada doença, uma primeira pergunta poderia ser: o que está causando a doença? Com a aplicação do Big Data, seria possível, então, cruzar informações sobre todos os pacientes diagnosticados, prevendo similaridades entre eles e possíveis causas para o problema.

A aplicação para cada negócio é variável conforme o contexto. Para o marketing, um dos usos comuns é no planejamento de palavras-chave com maior volume de buscas. Essa é uma forma simples de alinhar toda a estratégia de marketing para os principais problemas a serem resolvidos da marca.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon