10 elementos que a sua estratégia de redes sociais precisa ter

August 29, 2018

Não adianta ter uma estratégia pela metade. Se é para investir em redes sociais, precisa ser do jeito certo. Confira como:

1. Regularidade

Em que dias e horários você publica atualizações em cada rede social? É preciso ser regular, de modo que as pessoas até saibam quando vai ser seu próximo post. Isso mostra que a sua marca é confiável, organizada e que está presente para contribuir de forma séria e constante, não como alguém que aparece de vez em quando, “de paraquedas”, para dar uma opinião qualquer. Se não for regular na sua estratégia, o público não terá motivos para levar a sua mensagem a sério.

 

2. Personalidade própria

A autenticidade é fundamental para se destacar em qualquer ambiente, seja físico ou digital. As pessoas percebem se os seus posts são originais ou se tentam copiar o estilo de outras marcas. Tenha sua própria personalidade, não tente ser como os outros. O tom e a voz da sua marca ficam evidentes no tipo de conteúdo que produz e na forma que conversa com os seguidores. Se for original, as pessoas vão se sentir atraídas pela sua marca e é provável que queiram saber o que ela tem a dizer.

 

3. Compreensão do ambiente

Já viu alguma marca que não sabe se comportar no ambiente virtual? Pois é, as redes sociais estão cheias delas. Entender como cada rede social funciona e se adaptar a isso é vital para o sucesso.

Fazer isso pode ser comparado a aprender as regras de comportamento de um lugar que você nunca frequentou, para segui-las e mostrar respeito. O ambiente normalmente é mais informal, mas tome muito cuidado para não exagerar nas brincadeiras. Qualquer deslize pode ser fatal para a reputação da empresa.

 

4. Retargeting

O retargeting é a prática de mostrar anúncios específicos para pessoas que já tiveram contato com algum produto ou serviço que você vende, mas não compraram por algum motivo. Com essa tática, assim que a pessoa acessar sua rede social favorita, ela vai ver um anúncio atraente para voltar ao seu site e finalizar a compra. Vale até usar retargeting para gerar leads. É possível fazer isso por incentivar pessoas que acessaram uma página específica do seu blog a baixar um material específico.

 

5. Direcionamento de tráfego

Tráfego não é o indicador de sucesso mais importante de uma estratégia digital, mas é um passo importante para que você alcance os resultados desejados. Com todo o esforço feito para criar uma audiência leal, é essencial que direcione tráfego para o site e para o blog. Compartilhar posts e landing pages são as formas mais comuns, mas vale a pena variar nas formas de fazer isso. Uma vez no seu site, os usuários estarão em um ambiente sob o seu controle total, sem as distrações que um feed social apresenta.

 

6. Engajamento

Engajamento é o que leva as pessoas a ouvirem e seguirem seus conselhos e recomendações. Em outras palavras, é o que gera credibilidade e poder de influência sobre sua base de seguidores. Por isso, participar e promover discussões relevantes, em vez de fazer autopromoção, é a melhor forma de conduzir sua presença nas redes sociais.

 

7. Crescimento orgânico

Qual a sua estratégia de crescimento orgânico? Se o plano é viralizar um vídeo e esperar que os seguidores venham correndo, melhor pensar em outro curso de ação. Depender de anúncios para criar uma base consistente também não é uma boa ideia: custa caro e pode não funcionar. O crescimento orgânico precisa ser consistente, baseado em processos definidos de conteúdo, interação e uso de mídia paga como complemento.

 

8. Plano de crise

O que fazer se vazarem informações confidenciais sobre a empresa ou, pior ainda, sobre os clientes? Como agir caso alguém da empresa seja acusado de um crime, ou a própria marca se torne alvo de um processo? De que forma responder se compartilhar um post que os seguidores não vão gostar? Um plano de crise para situações do tipo faz toda a diferença. Em vez de achar que algo assim nunca vai acontecer, esteja preparado para controlar os danos que situações assim sempre causam.

 

9. Equipe treinada e qualificada

Não caia no erro de deixar qualquer pessoa responsável pelas redes sociais. Uma coisa é usá-las para fins pessoais, outra bem diferente é ser o porta-voz da empresa no canal mais direto de comunicação com os clientes. Toda publicação ou interação é (ou tem o potencial de se tornar) pública. Isso coloca sua equipe de redes sociais em uma vitrine. Eles precisam de muito treinamento e boas ferramentas para fazer um bom trabalho.

 

10. KPIs bem definidos

Os KPIs (indicadores-chave de desempenho) são os responsáveis por mostrar a saúde e a eficácia da sua estratégia. Sem eles, você não vai conseguir acompanhar com precisão os resultados dos seus esforços, muito menos otimizá-los. Veja nesse outro post algumas dicas úteis de como escolher e usar bons KPIs para medir seu desempenho.

Com esses elementos configurados corretamente, sua estratégia de redes sociais vai estar completa. Mas o principal é que você aprenda na prática. Mesmo com todos os elementos alinhados, precisará ter paciência e fazer testes para otimizar os resultados. Logo, terá uma audiência engajada, que gera conversões para a sua empresa.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon